Drª Ana Paula Tavares de Souza

Pediatra (RQE 19177) e Gastroenterologista Pediátrica (RQE 19178)
CRM: 52.82245-0

Intolerância à Lactose


Voltar

O que é Intolerância à Lactose?

A intolerância à lactose é a incapacidade de digerir lactose, que é o açúcar encontrado no leite.

Causas

A intolerância à lactose ocorre quando o intestino delgado não produz enzima lactase suficiente. A lactase é a enzima que "quebra" a lactose. Os corpos de bebês produzem esta enzima para que eles possam digerir leite, incluindo o leite materno. A intolerância à lactose pode começar em diferentes momentos da vida. Ela geralmente afeta crianças acima dos 3 - 5 anos de idade. A intolerância à lactose não é perigosa. Aproximadamente, 70% da população adulta apresenta alguma intolerância à lactose. As principais causas da intolerância à lactose são:

  • Infecções intestinais causadas por vírus ou bactérias: após uma diarreia, por exemplo.
  • Doenças intestinais

Exames

Normalmente o diagnóstico é clínico.
Os exames para ajudar a diagnosticar a intolerância à lactose incluem:

  • Teste do pH das fezes
  • Teste de tolerância à lactose
  • Teste do hidrogênio no ar expirado com lactose
  • Exame genético

Sintomas de Intolerância à Lactose

Os sintomas ocorrem de 30 minutos a 2 horas após o consumo de produtos que contenham leite e frequentemente melhoram com a redução da ingestão de produtos lácteos.
Os sintomas incluem:

  • distensão abdominal
  • flatulência
  • dor tipo cólica
  • Diarreia explosiva
  • Fezes ácidas – assadura perineal (dermatite)

Tratamento de Intolerância à Lactose

Geralmente, a diminuição ou a remoção de produtos lácteos da dieta melhora os sintomas da intolerância à lactose.
Cuidado! Muitos sucos industrializados contém uma grande quantidade de carboidratos (além da própria lactose) que vão ter o mesmo papel da lactose no organismo, e por isso manter a sintomatologia. No entanto, a ausência de leite na dieta pode levar a uma deficiência de cálcio, vitamina D, riboflavina e proteína. Talvez, seja necessário encontrar novas maneiras de acrescentar cálcio à sua dieta (reposição vitamínica e aumento no consumo de folhas verdes, feijão, ovos, ostras, sardinhas, salmão enlatado, camarão e brócolis).
Existe a possibilidade repor a enzima lactase que está diminuída no organismo.

Importante: Intolerância à lactose é um distúrbio metabólico diferente da alergia à proteína do leite de vaca que é um distúrbio imunológico. São situações clínicas completamente distintas. Na intolerância à lactose o tratamento é reduzir a ingestão de lactose (pode ser utilizado leite de vaca, mas em doses menores); enquanto na alergia à proteína do leite de vaca, o tratamento é dieta total de exclusão da proteína do leite da vaca ( não pode consumir nada de leite).

Referências:

  1. http://www.naspghan.org/user-assets/Documents/pdf/diseaseInfo/Lactose-P.pdf
  2. Pediatrics 2006;118:1279-1286

As informações contidas nesse site não substituem, de nenhuma forma, o atendimento, diagnóstico e tratamento médico.

Voltar